[Habitação] Ocupação cobra construção de moradias populares pela PMF

FOTOS MLB

Desde a última segunda-feira, dia 23, cerca de 160 famílias ligadas ao Movimento de Luta nos Bairros, Vilas e Favelas (MLB) estão ocupando um prédio dos Correios, no Bairro de Fátima, em frente ao terminal rodoviário João Tomé. O movimento, batizado de ocupação Valdete Guerra, pede a desapropriação do prédio – desativado há mais de 10 anos – para a construção de moradias populares e denuncia a paralisação dos projetos de habitação por parteda Prefeitura Municipal de Fortaleza (PMF).

“Nos últimos dois anos, nenhuma unidade foi entregue pela prefeitura”, afirma Leuda do Nascimento, coordenadora estadual do MLB, que explica que as famílias permanecerão no local até obterem uma resposta do poder público. O grupo está tentando criar canais de diálogo com a Secretaria das Cidades, a Câmara Municipal e a Assembleia Legislativa com o objetivo de marcar audiências públicas. “Nós queremos garantir a integridade dessas famílias”, diz Leuda. “Se elas estão aqui, se expondo a essas condições, é porque elas têm pressa em resolver essa situação. Nosso povo tem pressa e o poder público não se sensibiliza com isso”.

Confira o vídeo com os primeiros momentos da Ocupação Valdete Guerra

De acordo com o MLB, essa é a sexta ocupação feita em Fortaleza durante a gestão do prefeito Roberto Claudio. Até agora, as famílias têm apenas preenchido cadastros sem receber uma solução efetiva. “Nosso povo não mora em projeto, mora em casa. A gente preenche cadastro, preenche cadastro e nada acontece”. Em 2013, o MLB ocupou um terreno da Prefeitura na Lagoa do Urubu, no Jardim Iracema. “Preenchemos cadastro e até hoje nenhuma providência foi tomada”.

Pelas redes sociais, o movimento pede a colaboração à ocupação, através da doação de alimentos e água.

Saiba mais:
1. Matéria no site da Adital – clique aqui
2. Site do MLB – clique aqui

Anúncios